O Mercado de Eventos diante do Coronavirus

20/3/20
|
Notícias

A Empório Tiffany existe para atender ao exigente mercado de eventos, fornecendo produtos de qualidade e capazes de realizar o sonho de muitas pessoas por isso mostra sua solidariedade em frente ao caos criado pelo coronavírus (COVID-19).

Montamos esse material para que os profissionais de eventos possam planejar alternativas dentro de suas próprias empresas nesse momento tão difícil que o mundo está vivendo.

O Coronavírus está mais perto de nós do que imaginamos e isso pode prejudicar todo o setor, criando efeitos negativos devastadores.

 

A indústria de eventos é totalmente vulnerável ao vírus pelo grande volume de pessoas que circulam por hotéis, restaurantes e outros espaços. Pequenos negócios correm um sério risco de falirem e muitas pessoas, não só no mercado de eventos, mas em muitos outros, serão impactadas.

 

NÃO CANCELE SEU EVENTO POR CONTA DO CORONAVÍRUS, REMARQUE!

Está acontecendo na internet a campanha “Não cancele, remarque” pedindo para que clientes não cancelem eventos já marcados e muitas vezes pagos. O Coronavírus não foi o único da nossa era e talvez por isso especialistas tenham tantas previsões baseadas em experiências anteriores, como a SARS ou H1N1. Talvez este seja o mais grave de todos, mas torcemos para que seja passageiro. O momento é incerto e conturbado, mas a saúde de todos vem em primeiro lugar.

 

Nossa parte é minimizar os riscos tomando algumas medidas e estar preparado para uma crise é essencial para o nosso negócio. O que podemos fazer para minimizar os impactos do Coronavírus no mercado de eventos?

Photo by Burst from Pexels

 

Como os Produtores de Eventos podem sair da crise do Coronavírus

 

Os profissionais que atuam com organização e produção de eventos podem auxiliar seus clientes facilitando o pagamento e flexibilizando datas. Podem também oferecer upgrades e vantagens que não tinham sido contratadas para que estes honrem com o acordado. Caso não seja possível uma alternativa ao cancelamento, ao invés da devolução do dinheiro o fornecedor pode tentar um crédito por um período preestabelecido. É um momento oportuno para revisar políticas de reembolso a fim de evitar prejuízos ainda maiores, sempre levando em conta algo que fique bom para ambas as partes.

 

Empresas de Locação de itens para Festas

 

Investir na criação de um conteúdo relevante para o público pode ser uma excelente oportunidade a médio e longo prazo. Webinars com inspirações e DIY (Doit yourself, ou Faça você Mesmo) vão trazer um público fiel que com certeza vai voltar quando a crise passar.  

Outra sugestão é criar pacotes “pocket” de festas prontas (como “festa na caixa” para pais comemorarem sozinhos com seus filhos, em casa) com serviço de delivery e parcerias com outros profissionais. Os negócios online tendem a ter um impacto positivo com a insegurança atual.

 

Espaços para Eventos

 

O Ministério da Saúde recomendou o cancelamento ou adiamento de eventos com grande participação de pessoas por conta da pandemia do novo Coronavírus(Covid-19). Caso não seja possível, a recomendação é que não haja público em palestras e conferencias, por exemplo. Em eventos sociais como casamentos, isso infelizmente é impossível. Pessoas que voltaram de locais com grande fluxo de pessoas devem se manter isoladas por pelo menos uma semana.

Deixar o local para eventos bem arejado e desinfetado e se reunir com parceiros de negócios a fim de uma alternativa para adiamento é importante para a saúde pública. Um dono de salão de festa pode aproveitar o período sem eventos para fazer novas imagens para divulgação de seu espaço com tour virtual 360º e criar pacotes promocionais para o segundo semestre de 2020 com fechamento antecipado.

 

 M.I.C.E, o primeiro impactado pelo Coronavírus

 

A sigla do setor que significa "Meetings, Incentives, Conferences, Exhibitions (Reuniões, Incentivos, Conferências e Feiras)" foi a primeira a sentir a crise e se encontra em um momento de muita preocupação, ainda mais por conta de tantos cancelamentos de eventos que estamos presenciando. As oportunidades de adaptação estão surgindo com a tecnologia (eventos digitais e interativos), porém a desaceleração é nítida.

Photo by Anna Shvets from Pexels

 

Restaurantes: como prevenir a propagação do Vírus

 

Mesmo com todas as precauções tomadas e atendendo a normas da Anvisa, restaurantes são suscetíveis a transmissão do coronavírus, principalmente os self-service. Pessoas costumam conversar na fila do quilo e gotículas de saliva podem contaminar alimentos. Bandejas são conhecidas pelo auto índice de bactérias, por isso podem ser evitadas. Disponibilizar álcool em gel, deixar mesas mais espaçadas e o ambiente bem arejado e ainda aconselhar os clientes a lavar as mãos antes de pegar em talheres e pratos pode deixar o recinto seguro. O Ministério da Saúde não restringiu esses locais, mas se preparar para atendimento delivery caso não tenha é uma boa oportunidade de aumentar os rendimentos.

 

Empresas de um modo geral

 

Alguns colaboradores podem fazer home office e as empresas devem manter seu ambiente seguro e limpo, fornecendo álcool em gel em vários pontos. Maçanetas, botões de elevador e outros locais onde as pessoas tocam frequentemente precisam ser desinfetados. É hora de redução de custos, diminuir o período de operação e semanas de trabalho, propor férias, e tentar ao máximo preservar empregos.

 

 

Propagar o pânico só vai piorar as coisas. É importante sermos assertivos na comunicação e propagação de informações. Tentar achar oportunidades e inovações faz o mundo melhor. Pense nisso.

Produtos citados

No items found.

Leia também